Pq assistir Jane the virgin (aham!)

Sou notoriamente conhecida (ao menos pelo meu marido e pela minha irmã) como uma pessoa que gosta de uns programas televisivos duvidosos… Eu não acho. = P

Mas se tem um programa que eu vi recentemente e que gostei muito foi Jane the virgin. Rapidamente: o seriado conta a história de Jane, uma moça virgem que, por um erro médico, é inseminada artificialmente e engravida! (isso não é spoiler, acontece logo no começo). Vai dizer que seu coração sedento pelos Bracho* não fica feliz com uma trama como essa (ainda que tenha menos música dramática e um tanto menos de choro por parte da protagonista)?

*se vc entendeu essa referência, está lendo o texto certo. = P

 

Para ajudar você a gostar ainda mais dessa maravilha, selecionei 3 momentos + 3 bônus em que Jane the virgin arrasou (e podem conquistar você)!

O seriado fala sobre o Bechdel Test (s02ep15)

Aieeee, quase morri quando vi isso. Jane quer ser escritora e frequenta a universidade para ter aulas. Sua orientadora nova, Marlene Donaldson, não gosta de romances, que é lance de Jane, mas ela garante que lerá o material de Jane se ele passar no Teste de Bechdel, que é explicado no seriado:

bechdel

Teste de Bechdel: duas personagens mulheres; com nomes; falando sobre outra coisa que não seja um homem.

Além de apresentar isso para uma grande audiência, o capítulo ainda avalia as situações vividas por Jane pra saber se elas passam no teste ou não. Não tem como não saber mais o que é. = D

 

A defesa pela liberdade sexual da mulher (s02ep14)

A vida de Jane tem como um dos pontos principais (mas não único) a ideia da castidade sexual. A avó dela (Alba) ensinou, desde muito cedo, que Jane não deveria fazer sexo antes do casamento, então, ela tem se “guardado” desde novinha. A mãe de Jane, Xiomara, por outro lado, faz sexo com regularidade, em uma atitude que a avó considera uma afronta e coisa de “mulher da vida”. Quando Xiomara descobre que Alba transou antes de casar, ela surta. Ela lembra à avó de Jane que não é uma “slut”, mas apenas uma mulher que gosta de sexo. E qual o problema com isso, não é?

xiomara

Olha a cara de fúria dessa mulher! Ela gritou pra mãe: “Eu sou apenas uma mulher normal que gosta de sexo. E você me fez sentir uma porcaria por causa disso minha vida toda.”         Ela gritou, eu vibrei. ;D

Achei uma das cenas mais fortes do seriado todo.  É o tipo de coisa óbvia, mas da qual temos que nos lembrar de vez em quando: mulheres gostam de sexo e está tudo bem com isso. Não é libertador?

Também gosto muito de pensar que essa cena fala sobre aceitar a postura e a escolha do outro. Quantas vezes nós julgamos aqueles que não vivem como nós (às vezes julgamos mesmo os que vivem… ahahahah) e achamos que aquele estilo de vida está errado, quando na verdade é só diferente. E nós NÃO TEMOS NADA A VER COM ISSO, ó que maravilha.

O seriado fala sobre a realidade dos imigrantes e mostra a vida da comunidade latina

A família de Jane é latina e a avó da personagem principal, Alba, mora ilegalmente nos Estados Unidos. Quando abuela sofre um acidente (vou deixar assim para não dar spoiler), ela é mandada para um hospital. Lá, porém, os médicos descobrem que ela é imigrante ilegal e ameaçam deportá-la, um medo real vivido por muitos.

Sem esconder essas e outras situações, os problemas enfrentados pelos imigrantes e seus descendentes nos Estados Unidos são constantemente abordados no seriado, que incentiva também que as pessoas votem (nos EUA o voto não é obrigatório, como aqui) e conscientizem-se sobre a questão. Acho incrível um seriado que, ainda de maneira leve, mostra essa realidade.

Bônus 01

Ainda que o nome seja Jane the Virgin, o programa não fica só em cima disso, que era algo que eu temia quando comecei a assistir. Jane não é reduzida a “virgem” durante o programa, ela tem uma VIDA que é mostrada no seriado todo. Ela também não fica só pensando na vida amorosa dela – ela tem a família, o filho e a carreira pra dar conta. É ótimo vê-la passar por inúmeras dificuldades como nós passamos.

Bônus 02

Jane the Virgin tem O MELHOR NARRADOR de todos os tempos! Ele é engraçado, inteligente, e pergunta algumas questões que nós mesmos nos fazemos assistindo ao seriado (ele não é aquele tipo onisciente, que sabe tudo).

A família dela também é toda maravilhosa, mas o Rogelio, meu Deus, ele é demais (ainda que o personagem dê algumas escorregadas, ele é muito divertido)!

Bônus 03

COMO RESISTIR a Rafael, esse personagem maravilhoso que considero pacas????

MELHOR. SERIADO.

0

Clique no botão abaixo para seguir o Vivendo à Vista! e receber notificações via RSS
rss

Você pode gostar também

Sem comentários

Deixe uma resposta