Um milagre em minha vida chamado Thais Godinho (parte 1)

Se você é desses que lê blogs de organização e administração do tempo já deve ter ouvido falar da Thais Godinho, do blog Vida Organizada e especialista no método GTD (ou Getting Things Done) aqui no Brasil.

Não conhecia a moça, mas eis que um dia minha irmã chega na minha casa com o livro dela em mãos, dizendo que era maravilhoso e incrível. Eu e minha irmã estamos em um momento parecido, em que buscamos fazer algumas alterações na vida pra viver melhor – e não estressadas porque vivemos na bagunça e no meio de uma infinidade de planos que não se concretizam.

O livro foi muito recomendado, portanto, não demorou pra eu comprar um exemplar.

A leitura foi um choque. Como Thais se propôs a falar de organização, eu esperava que logo no começo ela explicasse o melhor lugar pra guardar o açucareiro e as vantagens de se manter um cesto de roupas sujas no banheiro. Nada disso. Ela atrela a ideia de organização a de objetivos de vida – uma abordagem até então inédita para mim.

Como ela diz:

Organização tem a ver com funcionalidade, não com beleza, aparência, limpeza, arrumação. Ser organização é criar sistemas que facilitem o dia a dia. […] Ser organizado não é ser perfeito, nem manter a casa brilhando o tempo todo. É fazer as coisas funcionarem. […] Tem a ver com viver uma vida plena, coerente com nossa personalidade, nossos sonhos e objetivos.

GODINHO, Thais. Vida organizada. São Paulo: Gente, 2014. p. 24-25. Grifos meus.

Thais é organizada em um nível muito hard core/profissional para mim, mas eu tirei várias dicas muito úteis do livro dela, que consegui aplicar na minha vida.

Vou dividir algumas delas com vocês (como o texto original ficou muito grande, publico parte hoje, parte no próximo post):

 

  • Assim como a Marie Kondo, Thais prega a ideia de que cada coisa deve ter um lugar determinado dentro da casa. Depois de retirar o item deste lugar, é preciso devolvê-lo para lá. A bagunça reduz muito só com essa prática.

 

  • Ela também tem uma regra de 2 minutos: se algo demora menos de 2 minutos para ser feito, FAÇA NAQUELE MOMENTO. Enrolar só dá dor de cabeça mais tarde.

 

  • Planeje as atividades da semana. Eu sempre me batia pensando no monte de coisas que tinha pra fazer em relação à limpeza da casa, e levava um dia inteiro pra fazer um faxinão, que tomava um tempão e esgotava minhas energias. Gastei muitos sábados assim. Agora eu anoto em um bloquinho de notas (que fica pendurado na porta da geladeira) todas as atividades que devem ser feitas naquela semana (varrer o chão, levar o lixo, lavar a louça, mas também coisas mais esporádicas, como lavar a sacada ou os vidros da casa). E as faço quando há um tempinho, riscando a tarefa do bloquinho. Se algo não foi feito (tipo lavar o fogão naquela semana), eu jogo pra semana seguinte com um asterisco.

 

                              Não é um pensamento que ajuda muito mais a realizarmos nossos afazeres?

 

No próximo post eu falo de outras ideias de Thais que, para mim, foram revolucionárias, incluindo o delicado tópico AGENDA.

Stay tuned! E se vc já leu essa obra maravilhosa e transformadora, deixe seu depoimento. ;D

 

0

Clique no botão abaixo para seguir o Vivendo à Vista! e receber notificações via RSS
rss

Você pode gostar também

Sem comentários

Deixe uma resposta